NOVA MUTUM, 16 de Janeiro de 2022
icon weather 20 º 28 º
DÓLAR: R$ 5,54
Logomarca

GERAL Domingo, 07 de Novembro de 2021, 15:00 - A | A

PROCESSADA POR COBRANÇA

Energisa acusa ‘gato’ na rede elétrica do Grande Templo, em Cuiabá

A irregularidade foi detectada em agosto após a igreja entrar na Justiça contra cobrança de R$ 5,3 mil.

Repórter MT

Foto: Reprodução

image

A  Concessionária Energisa acusa a igreja evangélica Assembleia de Deus de ter adulterado os medidores de energia elétrica, prática popularmente conhecida como “gato”, na unidade Grande Templo, localizada na Avenida do CPA, em Cuiabá.

A acusação foi feita após a Justiça de Mato Grosso determinar que a empresa suspendesse uma cobrança de mais de R$ 5 mil, apontada como abusiva.

De acordo com a decisão, a igreja entrou com um processo contra a Energisa reclamando de duas faturas de energia elétrica que somam R$ 5,3 mil, lançadas no mês de agosto, depois que a unidade do Grande Templo retomou as atividades que estavam paradas durante a quarentena da pandemia da covid-19.

No período em que esteve fechada, a instituição ficou pagando somente taxa mínima entre RS 34,74 e R$ 41,22. Após o retorno das atividades religiosas, a Energisa lançou duas faturas de cobranças de recuperação de consumo, nos valores de R$ 4.039,58 e R$ 1.322,10.

Por meio de nota, a concessionária alega que "em inspeção de rotina realizada no dia 04 de Agosto de 2021, identificou a violação do medidor de energia elétrica da igreja".

Além disso, eles informaram que a "inspeção foi acompanhada pelo responsável da unidade consumidora e o processo seguiu todos os requisitos normativos pautados na regulamentação vigente da Agência Nacional de Energia Elétrica".

Outro lado

A igreja evangélica também se manifestou sobre o assunto e negou que tivesse irregularidades no medidor de energia do Grande Templo.

A energia utilizada no Grande Templo é contratada da empresa fornecedora de energia elétrica, Energisa. O fornecimento de energia é de alta tensão, de 33 mil volts, e quem realiza essa conversão desta energia é o próprio Grande Templo através de seus 5 transformadores internos e que são particulares exclusivos da instituição evangélica e o que garante uma alta tensão da subestação onde fica os medidores da empresa, não havendo possibilidade de tal procedimento (gato) afirmado pela empresa de energia elétrica.

A Igreja Evangélica Assembleia de Deus possui hoje mais de 300 unidades consumidoras para o mesmo CNPJ em bairros de Cuiabá e Várzea Grande e que, não estaria isento de que isso possa ter ocorrido em uma de nossas unidades consumidoras. Todavia em específico as informações citadas em nota da Energiza onde foi realizado a inspeção, não pertence ao Grande templo na Avenida Historiador Rubens de Mendonça e que não existe nenhum procedimento irregular, Assessoria de Imprensa: Igreja Evangélica Assembleia de Deus. (Grande Templo)



Comente esta notícia

Dani Kelly 09/11/2021

Não estou entendendo mais nada. Pois já vi em outros noticiários a matéria estava errada e que se tratava de uma igreja de pequeno porte e não do grande templo.

Reginaldo 09/11/2021

Mas esta taxa minima e muito baixo nao chega 50,00 reais por ser alta tensão Isso seria para pessoa fisica de baixa renda.

Vânia 09/11/2021

Essa Energisa é a pior emotesa do Estado. Cheia de problemas técnicos de distribuição, principalmente no que se refere a qualidade de energia a qual oscila e muito provocando curtos e dados aos eletrônicos. Sua capacidade de ingerência e absurda. Eu desqualifico esta empresa.

Oliveira 09/11/2021

Me causa estranheza o valor ainda ser tão baixo para o porte do prédio. Na minha casa são 132 MTS quadrado e 3 pessoas a conta é de 600 reais em média. Imagino o uso de energia nesse prédio inteiro.

Carlos Alberto 08/11/2021

Olha , sei que a conssecionaria de energia , também tem seus roubos , Mas acredito sim que ouve irregularidade no sistema elétrico lá , Sou evangélico , presbítero consagrado a mais de 6 anos em outro estado , tenho 20 anos de assembleia de Deus , E hoje vejo a nessecidade de uma reforma de conceitos na contida moral , O que adianta ser religioso cuidar da obra do tolo e andar sem práticas cristãs diante da sociedade?

ANNA CLARA MORILHA MARIANO 08/11/2021

Gato abençoado!!!!kkk

Jose marcos dias gonçalves 08/11/2021

Todos sabem a podridão dessa igreja, PENA QUE ISSO É COMUM NESSAS SUPOSTAS IGLEJAS

Pastor osvaldo 08/11/2021

é muito fácil julgar acusar,sem ter prova,esse é o mao do ser humano, muito antes de cristo,os cristão ja era perseguido e não vai ser agora que vai mudar ,ja fui vitma dessa empressa também,é o que eles mais sabem fazer é estorqui nós consumidores que estamos a merce deles,e não podemos fazer nanda é lamentavel que essas coisa continue acontecendo.

Jorge Cunha 08/11/2021

O problema maior é que a concessionária faz isso com inúmeros consumidores , que buscam o Procon e não se resolve o problema. Aí busca a justiça e, além da demora no julgamento, qualquer documento que a empresa apresenta s assinatura do responsável da UC ou representante é aceito pelo Judiciário. Desanima de uma forma tão grande que por conta disso a empresa continua com essas práticas.

Rosi Gianini 08/11/2021

Bom dia. O mesmo aconteceu comigo em minha casa, uma cobrança de 6 mil reais de duas contas, uma residência onde só chegamos a noite do trabalho. Ao reclamarmos nos disseram que tinha "gato" pedimos vistoria, pois nunca fizemos tal coisa. Entramos na justiça, pois essa empresa está fazendo esse procedimento com muitos, mas muitos cidadãos, é só pesquisar como nós pesquisamos, isso é uma prática absurda e abusiva contra seus consumidores, uma vergonha. Não estou com isso dizendo que não haja consumidores que executem esse tipo de golpe, de roubo de energia, porém se existe que que façam a coisa certa, às claras, e se puna os culpados. O que não dá para aceitar é que a empresa queira aleatoriamente como tem feito, enviar contas exorbitantes e dizer que tem o tal gato onde não existe. Sinceramente não acredito na Energisa, o que estão fazendo é muito triste.

12 comentários

1 de 2
Última