NOVA MUTUM, 16 de Janeiro de 2022
icon weather 20 º 28 º
DÓLAR: R$ 5,54
Logomarca

GERAL Domingo, 05 de Dezembro de 2021, 18:06 - A | A

RETOMADA DO TURISMO

Procura por viagens aumenta mais de 50%; mato-grossenses querem nordeste e EUA

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens em Mato Grosso (ABAV-MT), Omar Lins Canavarros Júnior, vendas tem crescido desde maio

Camilla Zeni/ReporterMT

Foto: Reprodução

image

A queda nos números da pandemia da covid-19 apresentou cenário favorável ao setor do turismo em 2021, com projeção de crescimento nas vendas superior a 50%, segundo o presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens em Mato Grosso (ABAV-MT), Omar Lins Canavarros Júnior, da Boutique de Viagens.

De acordo com o representante do setor, as vendas de pacotes turísticos tiveram crescimento a partir de meados de maio, quando já havia passado um novo agravamento no cenário da covid-19. Foi então, segundo Omar, que os mato-grossenses passaram a se planejar para as festas de fim de ano e feriados de 2022.

Omar destaca que os destinos mais procurados pelos mato-grossenses, para viagens no Brasil, têm sido as praias do nordeste e Rio de Janeiro, combinando com o verão brasileiro, e Gramado, no Rio Grande do Sul. Segundo ele, para o final do ano, a maioria dos destinos já estava esgotada antes mesmo da chegada de dezembro.

Entretanto, grande parte do público também estava de olho na movimentação das fronteiras.

“Dia 8 de novembro os Estados Unidos liberaram a fronteira. Três dias depois, fosse para novembro, dezembro, janeiro, não tinha mais vaga para lugar nenhum. Venderam tudo. Foi muito rápido, foi impressionante. Quem achava que podia esperar um pouco e se programar, não teve tempo, não”, lembra.

Omar também comenta que, cerca de 10 dias antes da fronteira aérea dos Estados Unidos ser aberta, os preços das passagens aéreas também eram consideravelmente mais em conta. Segundo ele, era possível encontrar passagens para o estado da Flórida, por exemplo, por até R$ 1,6 mil. Depois, o preço ficou mais “salgado”.

Além dos Estados Unidos, países como México e Portugal também têm sido opção para os mato-grossenses. “A vida inteira essa época foi de alta temporada para viagens ao exterior. As pessoas fogem do calor de junho (no hemisfério norte) e preferem ir agora que está tudo decorado para o Natal. É muito mais bonito”, diz.

O representante do setor pondera que o anúncio de uma nova variante da covid-19 coloca o turismo em alerta. Ele comenta que o setor foi um dos mais prejudicados no auge da pandemia, mas não acredita que haja nova queda nas vendas, no mesmo patamar de 2020.

“Não acredito que vão fazer lockdown na Europa de novo. Acho que só vai realmente atrapalhar se fecharem a entrada para brasileiros, o que ainda não aconteceu. No meu ponto de vista, essa é uma variante como as outras. Estão fazendo alarde desnecessários, na minha opinião. Agora, fato é que nenhum país fechou para o Brasil. Enquanto estiverem pedindo vacina, PCR, o brasileiro viaja”, diz.

Omar ainda finaliza apontando que as vendas para pacotes em 2022 também já ocorrem em ritmo acelerado. Segundo ele, a procura é para os feriadões tradicionais, como as datas de Carnaval e até Semana Santa. 



Comente esta notícia