NOVA MUTUM, 12 de Agosto de 2022
icon weather 15 º 30 º
DÓLAR: R$ 5,09
Logomarca

LUCAS DO RIO VERDE Sexta-feira, 10 de Junho de 2022, 14:13 - A | A

POLÍCIA

Furto de cabos prejudica abastecimento de água e gera prejuízos em Lucas do Rio Verde/MT

Em apenas um mês, cerca de 60 metros de cabos de cobre foram levados do PT-20, no Industrial

Ascom Prefeitura/Carolina Matter
Lucas do Rio Verde-MT

Foto: Saae/LRV

image

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Lucas do Rio Verde registrou dois furtos de cabos de cobre em apenas um mês. Os crimes aconteceram no Posto de Abastecimento – Poço Tubular 20, na região do bairro Industrial V.

Cerca de 60 metros de cabos de cobre XLPE foram levados do PT-20 e a autarquia registrou as ocorrências na Delegacia de Polícia Civil para apuração dos fatos e responsabilização dos autores dos crimes.

O primeiro B.O. foi registrado no dia 08 de maio, relatando o furto de 21 metros de cabo de cobre 50 mm e 8 metros de cabo de cobre 25 mm. O segundo foi exatamente um mês após, no dia 08 de junho, com a mesma quantidade de material furtado.

As ações criminosas resultaram em um prejuízo de, pelo menos, R$ 6 mil aos cofres públicos, além de prejudicarem o abastecimento de água dos moradores, empresas e indústrias, uma vez que os cabos conduzem energia elétrica para o sistema de captação de água do poço.

Nas duas ocorrências, equipes técnicas da autarquia foram acionadas para fazer a substituição do material furtado.

“O PT 20 é um importante poço que abastece o setor industrial de nossa cidade. Quando ocorre o furto de cabos de energia em um poço tubular administrado pelo Saae, esse evento, não somente causa prejuízos para as indústrias que podem terem as suas atividades comprometidas em virtude do desabastecimento de água, mas também causam enormes prejuízos para a sociedade, pois terão as suas contribuições revertidas ao pagamento de pessoal e custeio de maquinários destinados aos reparos de rede elétrica. Infelizmente, o infrator se vale do pouco movimento e fiscalização do local para o cometimento do crime. Desta forma, pedimos que a sociedade nos auxilie, denunciando se vir algo estranho as redondezas”, relatou o diretor do Saae, Maurício Fossatti.

Como denunciar - Caso presencie alguma situação suspeita, entre em contato com a Polícia pelo 190, Guarda Civil Municipal pelo 153 ou ainda pela Ouvidoria do Saae (65) 99339-1836.



Álbum de fotos

Foto: Saae/LRV

Foto: Saae/LRV

Foto: Saae/LRV

Foto: Saae/LRV

Foto: Saae/LRV

Foto: Saae/LRV

Comente esta notícia